A Reforma Administrativa promovida pelo governo recém empossado extinguiu, logo no primeiro dia, o Ministério do Trabalho. Tal atitude desrespeita não só o art 6º da Constituição Federal mas também todos os tratados internacionais em que o Brasil se compromete a consultar os atores sociais antes de adotar medidas que afetem as políticas sociais voltadas para o trabalho. 
Ericson Crivelli, sócio do escritório, conversou com o Justificando sobre a MP e também sobre os indícios de autoritarismo demonstrados pelo governo antes mesmo de completar um mês. Assistam: 

https://www.youtube.com/watch?v=jNXCwlwqmTs&t=90s